Corrida de Drones já é realidade! Veja como funcionam

O futuro dos drones ainda guarda muitas surpresas, mas já temos uma delas por ai, são as corridas de drone. E não é algo desorganizado, já existem ligas, competições internacionais e o prêmio da competição pode chegar a milhões de reais!

Correr um drone quadcoptero do tamanho de um tablet em até 160km/h através de vias, florestas e estacionamentos cobertos já seria surreal, agora adicione um óculos para visão em primeira pessoa (First Person View – FPV) que permite uma imersão que faz parecer estar dentro do drone, não preciso explicar como isso é incrível. Sem falar que ainda lembram as podracing do clássico Star Wars.

Interessado? Quer saber mais? Veja abaixo tudo que você precisa saber.

Os Drones

Eles precisam ser ágeis e poder fazer movimentos bruscos, por isso os drones de corrida são pequenos, chegando a pesar menor de meio quilo. Porém, isso não quer dizer que são frágeis, eles são extremamente resistentes para suportar as quedas e batidas, por isso a maioria utiliza fibra de carbono, que é leve e ao mesmo tempo super resistente.

O controle remoto serve para controlar os movimentos do drone, intervendo com o auxilio de um chip controlador de voo. Pilotos profissionais passam muito tempo fazendo ajuste fino no drone, programandos os controladores e ajustando seus controladores de velocidade para ter certeza de que a controlabilidade está boa e aumentar a performance.

As Corridas

Corrida de drones ainda estão engatinhando. Não existe nenhum orgão oficial (como FIFA para futebol) e ainda não existe nenhum regra oficial. Se você acompanhar duas corridas, perceberá que são organizadas de forma diferente, feitas de formas diferente e julgadas diferente. Entretanto, existe 3 modalidades principais.

A primeira é contra-relógio. Está funciona com um piloto de cada vez fazendo um determinado percusso. O piloto que alcançar a volta mais rápida é o vencedor. Parece um pouco com a Red Bull Air Race ou a Descida das Escadas de Santos.

O segundo se chama rotorcross, não sei bem uma tradução para isso, mas se baseia em uma corrida envolvendo 4 drones para ver qual deles alcança primeiro a linha de chegada. Mais drones nesse tipo de corrida pode causar interferência e ainda aumentar a quantidade de colisões. Existem até pistas personalizadas, veja no vídeo abaixo.

O terceiro é drag race. Os drones competem sobre qual tem a melhor aceleração, quem alcançar o final da linha reta mais rápido ganha. A distância normalmente usada é de 100 metros.

Existem outros tipos de competição, como freestyling. Que é julgada de uma forma parecida com competições de skate e ginástica rítmica, ganha mais pontos que fizer manobras mais complexas. Isso não é tecnicamente uma corrida, mas é bom você conhecer.

As  Ligas

A maioria das corridas de drones são coordenadas por ligas independentes. Parecido como as ligas de e-sporting estão se organizando.

Cada liga faz suas próprias regras, determina como as competições são julgadas, decide o que o drone deve possuir e o que é proibido, etc. Assim, cada liga pode ser mais rígida que outra dependendo de como ela for organizada. Aqui estão algumas delas:

Existem ligas locais e nacionais e até mesmo internacionais. Elas podem ser por diversão, por pequenos prêmios ou para profissionais, com prêmios milionários. Procurei alguma liga no Brasil mas não encontrei nenhuma até agora.

O Futuro

As corridas de drones provavelmente não irão atingir o mesmo nível de público como outros esportes como futebol, que possui milhões de fãs pelo mundo. Porém isso não é deixar muito a desejar, e-sports também não são tão famosos assim e hoje já movimenta milhões de dólares e possuem por volta de 150 milhões de espectadores.

Uma coisa legal sobre corridas de drone é a ideia dos espectadores terem a possibilidade de vestir um óculos FPV para ver através dos drones, e isso pode ser um diferencial para as corridas ou até mesmo expandir para outros esportes, porem isso combina muito com a tecnologia dos drones e pode ser seu grande diferencial.

As corridas de drones parecem ser algo que vieram para ficar. Elas estão rapidamente atraindo investidores e patrocinadora enquanto capturam fãs e mais fãs pelo mundo. E se o esporte possui fãs e jogadores apaixonados, não tem como dar errado.